Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

A Seleção Brasileira Feminina perdeu uma grande chance de garantir vaga na decisão da FIBA Women’s AmeriCup – 2021 ao perder para os Estados Unidos, na noite de sexta-feira (18 de junho), por 71 a 60 (33 a 25 no primeiro tempo), na semifinal, disputada no Coliseu Roberto Clemente, em San Juan, Porto Rico. Com isso, a equipe comandada pelo técnico José Neto disputa a medalha de bronze, neste sábado (19 de junho), às 19h10 (de Brasília), no mesmo local, diante do Canadá.

O selecionado nacional fez um grande primeiro tempo, variando bastante seu ataque, ora com jogadas no garrafão, ora com bons arremessos de média e longa distância, além de marcar com eficiência as principais bolas norte-americanas. Desta forma, o Brasil logo assumiu o comando do marcador e desgarrou, não deixando o adversário se aproximar – 13 a 21 (primeiro quarto) e 12 a 12 (segundo quarto).

 

Foto: FIBA

 

O terceiro quarto foi determinante para o resultado final, visto que a equipe norte-americana voltou com outra postura e passou a neutralizar as ações ofensivas do quinteto brasileiro, que não conseguiu manter a eficiência ofensiva e ainda perdeu muitos rebotes nos dois lados da quadra. Mérito para a técnica Dawn Staley, que deu um show na leitura do jogo e conseguiu mudar a postura da sua equipe em quadra – 25 a 10 (terceiro quarto). Nos dez minutos finais, o Brasil lutou bastante e tentou retornar ao comando do marcador, mas os Estados Unidos foram eficientes em segurar a vantagem e vencer – 21 a 19 (quarto final).

Os principais nomes da partida foram Elissa Cunane (18 pontos e 08 rebotes), Nazahrah Hillmon-Baker (12 pontos e 08 rebotes) e Rhyne Howard (12 pontos e 08 rebotes), em favor das norte-americanas; Thayna Silva (14 pontos e 06 rebotes), Clarissa dos Santos (12 pontos e 07 rebotes) e Tainá Paixão (12 pontos), pelas brasileiras.

A grande final da FIBA Women’s AmeriCup – 2021 reúne o anfitrião Porto Rico, que eliminou o Canadá na semifinal (65 a 61), e Estados Unidos, também neste sábado (19 de junho), às 22h10 (de Brasília), no Coliseu Roberto Clemente, em San Juan, capital porto-riquenha. O duelo decisivo terá Andreia Regina da Silva compondo o trio de arbitragem.