Com um final de tirar o folego, o Blumenau e o Poty/BAX/Catanduva fizeram uma grande partida, que não parecia ser das duas equipes de pior campanha na LBF CAIXA. À frente do placar durante boa parte do jogo, o time visitante seguia firme rumo ao primeiro triunfo na competição, chegando a abrir 10 pontos de vantagem a pouco mais de seis minutos do fim. Mas Blumenau buscou uma reação heroica para arrancar a virada nos segundos finais, por 66 a 62, no ginásio Galegão, em Blumenau [SC]. A vitória encerrou a série de cinco derrotas seguidas da equipe do Sul.

A pivô Fernanda Bibiano foi o principal expoente da equipe, com 15 pontos em 68% de aproveitamento e 13 rebotes – segundo double-double da pivô na temporada. Pelo Poty/BAX/Catanduva, a armadora Natália Burian ficou próxima do triple-double, com 13 pontos, 08 rebotes e 08 assistências.

“A vitória hoje foi fundamental para retomar aquela confiança que a gente começou a Liga. Temos feito jogos bons, iguais até o final, mas não temos conseguido fechar com vitória. Eu diria até que nossa equipe não jogou bem, mas soube reagir no momento principal do jogo. Isso com certeza vai traduzir numa tranquilidade maior pra gente na quadra”, comemorou João Camargo, técnico blumenauense.

O jogo começou favorável para Blumenau, que abriu vantagem nos primeiros dez minutos [21×15], distribuindo bem a pontuação. Mas a produção caiu nos dez minutos seguintes, que viram o Poty/BAX/Catanduva fazer um de seus melhores períodos no ano. Com 55% nos arremessos, a equipe de Fernanda Hartwig tomou a frente, impulsionada pelas seis bolas de três convertidas [6/9, 66,7%], metade delas saindo da mão calibrada da pivô Tati Motta. As catanduvenses foram ao intervalo liderando o placar pela primeira vez desde a estreia, contra Presidente Venceslau.

A primeira vitória da equipe paulista na temporada parecia bem encaminhada. No terceiro quarto, com o ritmo do jogo diminuído, ainda conseguiu manter a liderança, fazendo parcial 14×12 sobre Blumenau e dominar a maior parte do último período – a seis minutos do fim, a vantagem era de 10 pontos [57×47]. Faltando dois minutos, o déficit ainda era de 8. Mas Bibiano, Perez e Cacá arrancaram a virada heroica, combinando 12 pontos na parcial de 13×5 de Blumenau nos últimos 120 segundos, que culminou na vitória por 66 a 62.

“A gente não soube aproveitar esses últimos dois minutos. Eu mesma poderia ter segurado a bola, trabalhado. A gente se precipitou e Blumenau soube aproveitar as nossas falhas. Um jogo tão equilibrado se ganha nos detalhes, e elas souberam aproveitar”, lamentou Natalia, armadora do Poty/BAX/Catanduva, que já põe a cabeça no segundo turno. “Temos que colocar a cabeça no lugar e tentar fazer bons jogos no segundo turno. A gente tá buscando evoluir a cada dia, acredito que estamos evoluindo. Agora é focar no segundo turno”, completou.

O Blumenau se prepara para viajar para Pernambuco e Maranhão, onde terá pela frente a Uninassau na próxima sexta-feira [09 de março] e o Sampaio Corrêa Basquete no domingo [11 de março]. Já o Poty/BAX/Catanduva terá uma semana a mais de preparação: enfrenta o Funvic/Ituano no dia 16 e o Vera Cruz Campinas dois dias depois [18 de março], ambas as partidas fora de casa.

Com atuação destacada, Natália Burian ficou perto de um triple-double / Foto: Vitor Bett/Blumenau
Com atuação destacada, Natália Burian ficou perto de um triple-double / Foto: Vitor Bett/Blumenau